ISO 14001. O que muda na Versão 2015

Posted on Posted in Artigos e Publicações, LZ Ambiental

Gerenciar os riscos ambientais, atender os requisitos legais previstos na legislação ambiental brasileira e normas internacionais, tudo isso proporcionando desempenho e diferenciais competitivos para a organização, tem se tornado constante desafio no dia a dia das organizações em todo o País.

Os Sistemas de Gestão Ambiental – SGA estão cada vez mais robustos, burocráticos e na maioria das vezes não tem cumprido seu principal papel: Gerar valor! Com isto, a nova versão da principal norma da série ISO 14000 (International Organization for Standardization), a 14001 versão 2015, trouxe uma metodologia de fácil leitura, análise e interpretação, propiciando uma integração mais facilitada com os demais sistemas de gestão, em especial da série 9000 (qualidade), proporcionando às organizações melhor desempenho do SGA através do compromisso com a Política Ambiental, do cumprimento dos objetivos estabelecidos, bem como atendimento das metas propostas no SGA. 

Sistema de Gestão Ambiental

Todas as organizações, sejam elas pequenas ou grandes, de serviços ou industriais, possuem aspectos ambientais mais ou menos relevantes. A gestão sobre os aspectos ambientais e seus respectivos impactos é o princípio fundamental de um Sistema de Gestão Ambiental – SGA e reconhecer o contexto em que a organização encontra-se passa a ser um requisito previsto na nova ISO 14001. Mas por que o contexto organizacional é um fator relevante? 

É a partir de uma análise profunda do contexto organizacional da companhia é que será possível conceber um Sistema de Gestão Ambiental adequado as reais necessidades dela, observando fatores internos e externos relevantes, ambiente onde a organização está inserida (disponibilidade de recursos) e quem são as partes interessadas (Stakeholders). O resultado desta análise resulta em uma base para as definições mais importantes de um SGA, como Escopo, Política e Objetivos.

A Liderança e o SGA

Uma liderança comprometida com o SGA é fundamental para que o sistema seja implementado e mantido. Resumidamente pode-se afirmar que novo requisito da ISO 14001 visa integrar a a estratégia de negócio estabelecido pela liderança junto à eficácia do SGA, de modo a assegurar que a política e os objetivos sejam compatíveis com o contexto e estratégias da organização. 

Proteção com o Meio Ambiente

Uma das principais mudanças na nova ISO 14001 é o compromisso com a proteção do meio ambiente, o que envolve a prevenção da poluição e outras questões relevantes atreladas ao contexto organizacional. A proteção com o meio ambiente passa a ser um dos compromissos obrigatórios constantes na Política Ambiental das organizações com SGA.

Perspectiva de Ciclo de Vida

Este talvez seja uma das abordagens de maior relevância na nova ISO 14001. O planejamento do SGA deverá não só abranger os aspectos e impactos ambientais gerados dentro da organização, mas também considerar aqueles das quais ela também é capaz de influenciar ou controlar: seus fornecedores e clientes. A aquisição de matérias primas e insumos, a logística, o uso até a destinação final do produto deverão ser fatores considerados na avaliação dos seus aspectos e impactos ambientais. Não é obrigatória a avaliação do ciclo de vida, no entanto o levantamento de aspectos e impacto deverá ser baseado em uma perspectiva de ciclo de vida. 

Quer saber mais sobre Ciclo de Vida e Aquisições Sustentáveis? Acesse nosso artigo sobre a ISO 20400: Aquisição Sustentável e a ISO 20400

Prevenção, Gestão dos Riscos e Mudanças

Quando as mudanças podem ocasionar novos riscos para a organização? Sempre! Desta forma, a gestão sobre as mudanças tem ênfase na nova norma, assim como a prevenção, que, a partir de agora, passa a ser requisito a ser atendido nas auditorias. As antigas ações preventivas dão lugar ao Requisito 6.1 – Ações para endereçar riscos e oportunidades. 

Abaixo confira as demais alterações nos requisitos da ISO 14001:

  • Apoio –  Requisito 7 (Antigo 4.4)
  • Operação – Requisito 8 (Antigo 4.4)
  • Avaliação de Desempenho – Requisito 9 (Antigo 4.5)
  • Melhoria – Requisito 10 (Antigo 4.5.3)

Fique atento: A norma ISO 14001, versão 2015, terá um período de transição de 3 (três) anos a partir da publicação, encerrando-se no ano de 2018. Com tantas mudanças é imprescindível e aconselhável que as organizações atentem ao prazo de transição para que não percam seus certificados. 

A LZ Ambiental possui um time qualificado para lhe auxiliar na transição de seu SGA, contate-nos e solicite maiores informações através do e-mail: sga@lzambiental.com.br 

Referências: Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, International Organization for Standardization – ISO, ISO DIS 20400,  ISO 14001, ISO 14040, ISO 9001.